Estudo relaciona agricultura ao declínio populacional

Tagarela-europeia (Bombycilla garrulus)

Estudo relaciona agricultura ao declínio populacional de aves na Europa

Em regiões agrícolas, algumas espécies chegaram a perder mais de 80% de sua população nas últimas décadas. Monoculturas e uso intensivo de agrotóxicos seriam os principais responsáveis por esse cenário.O número de aves na Europa diminuiu significativamente nos últimos 30 anos, revelou um estudo do governo alemão divulgado nesta quinta-feira (04/05). Somente na Alemanha, um terço de todas as espécies de aves teve um declínio populacional significativo desde o fim da década de 1990.

Pássaros que habitam áreas agrícolas da União Europeia são os mais ameaçados. Nestas regiões, foi registrado o desaparecimento de 300 milhões de casais reprodutores entre 1980 e 2010, o que representa uma diminuição de 57% no número de animais.

O estudo mostrou, por exemplo, que a população de abibes diminuiu 80% entre 1990 e 2013. Neste mesmo período, os perdizes perderam 84% da sua população, o número de cartaxos-nortenhos caiu 61% e de cotovias 35%.

"O exemplo mais proeminente é cotovia, que costumava estar em todos os lugares. Atualmente, é raro ouvi-la em algumas regiões da Alemanha. Isso é, porém, apenas um sintoma do desaparecimento de todo um tipo de habitat", afirmou Lars Lachmann, do departamento de conservação de aves da organização ambientalista alemã Nabu.

Por ser mais fácil de serem contadas do que insetos, as aves são consideradas os animais que podem indicar o que está acontecendo com outras espécies de um ecossistema, além de fornecer informações sobre determinado habitat.

Segundo a Nabu, a intensificação da agricultura é a principal responsável por esse declínio populacional. Grandes plantações, monoculturas e o uso intensivo de agrotóxicos reduziram a possibilidade de reprodução e nidificação de insetos e vermes, os principais alimentos de aves.

O estudo mostrou que algumas espécies de insetos perderam mais de 90% de sua população devido ao uso de pesticidas e herbicidas.

Para Lachmann, a União Europeia deveria mudar as políticas agrícolas para incentivar agricultores a usar métodos mais saudáveis para o meio ambiente.

"Manter 10% da região agrícola como área de prioridade ecológica já ajudaria. Isso não significa que não possa ser cultivado nesta região, mas que as plantações precisam ser ecológicas, por exemplo, destinadas para o cultivo de frutas", acrescentou o especialista. Outra opção seria o incento da produção orgânica.

Este não é o primeiro estudo que mostra a queda populacional de aves na Europa. Em 2015, dois relatórios revelaram que um terço das espécies de aves do continente está ameaçada ou diminuindo.

Fonte: CN/dpa/ots
Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org

A Voz dos Pássaros - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas

Imagem

Pomba Asa Branca